servacademicos@unipiaget-angola.org +244 937 895 271

1ª EDIÇÃO DE JORNADAS CIENTÍFICAS DO MESTRADO EM ENGENHARIA CIVIL-UNIPIAGET

Início > Notícias > 1ª EDIÇÃO DE JORNADAS CIENTÍFICAS DO MESTRADO EM ENGENHARIA CIVIL-UNIPIAGET

COORDENAÇÃO DO CURSO DE MESTRADO EM ENGENHARIA CIVIL-UNIPIAGET REALIZOU A 1ª EDIÇÃO DE JORNADAS CIENTÍFICAS SOBRE O LEMA " IMPACTO DAS NOVAS TECNOLOGIAS NAS INFRA-ESTRUTURAS"

A Coordenação de Mestrado em Engenharia Civil da Universidade Jean Piaget de Angola, em Luanda, realizou no passado dia 13 de abril, pelas 8 horas no Auditório Roberto de Almeida, as Primeiras Jornadas Científicas do Mestrado em Engenharia Civil, sob o lema O Impacto das Novas Tecnologias nas Infra-estruturas.



A actividade teve como objectivo analisar o impacto da evolução tecnólogica no desenvolvimento das intra-estruturas, apresentar e discutir resultados de investigação científica, partilhar e trocar experiências sobre a contribuição da ciência, tecnologia e inovação na resolução dos problemas sociais.

Para dar início a cerimónia, o Magnífico Reitor da Universidade Professor Doutor Samuel Carlos Victorino, destacou que o próposito da jornada é oferecer uma oportunidade para o debate entre os académicos, uma vez que as novas tecnologias estão cada vez mais presentes em várias áreas do saber e tem revolucionado as engenharias.



Depois do Magnífico Reitor, o Coordenador da actividade e também do Curso de Mestrado em Engenharia Civil Prof. Doutor Eng. José Paulo Kai, deu início ao primeiro tema a evolução tecnológica e o impacto nas infra-estruturas. De acordo com o Coordenador, a evolução das tecnologias atravessou quatro revolucões industriais. “Pela manufacturação mecânica baseada na potência da água e vapor, pela produção em massa apoiada na divisão do trabalho, pela tecnologia de informação electrónica e computadores, e hoje, pela tecnologia de sensores, interconectividade e análise de dados, inteligência artificial e a digitalização das coisas”, explicou.



O Professor Doutor Engenheiro José Paulo Kai, avançou que um dos impactos tecnológicos nos projectos de infra-estrutura é a implementação da plataforma BIM (Building Information Modeling) no desenvolvimento de projectos. “O BIM é um dos avanços da tecnologia na construção civil, pois ela permite organizar em um arquivo electrónico um banco de dados de todo projecto que pode ser acessível a todas as equipas de trabalho, reduzir os erros nos projectos de infra-estrutura, a assertividade e coerência de projectos, reduzir a duplicação de trabalho, reduzir o custo e o prazo de execução de obras e proporcionar maior interação entre clientes ou entidades e projectistas”.

Por sua vez, o Director Nacional Adjunto do IGCA, Mestre Engenheiro Silva Venâncio, relatou sobre a aplicação do SIG na gestão do ordenamento do território. Com este tema, fez saber que o SIG são Sistemas de Informação Geográfica que tem a capacidade de recolher, armazenar, organizar, seleccionar, transformar e representar a informação do estado da natureza espacial. “O SIG pode ser utilizado na gestão territorial para controlar situações de ocupação ilegal de terrenos e conflitos”, destacou.

O Engenheiro Silva Venâncio, afirmou que estes Sistemas de Informação Geográfica como instrumentos de trabalho e apoio na tomada de decisão cresceu bastante. “Nas sociedades modernas o seu uso tem sido incontornável em várias esferas da administração pública”, disse.



Ao finalizar, o Engenheiro sustentou que o SIG pode ser aplicado na agricultura, gestão de recursos minerais, identificação de impactos ambientais, gestão fundiário-aquisição e distribuição de terras, gestão de espaço urbano, gestão de sistema de saúde públicas, gestão de redes de abastecimento de energia e água.



O empreendedor Hermenegildo Sebastião que falava sobre o impacto dos drones no mercado das infra-estruturas, fez saber, que o drone é um veículo aéreo não tripulado controlado remotamente através de um software incorporado em seu sistema em conjunto com sensores e um sistema de posicionamento global (GPS).

“Este veículo é utilizado para filmagens aéreas, entregas de encomendas, regagem agricola e preservação ambiental. Na construção civil, os drones são usados para o monitorar o progresso de obras, mapeamento topográfico e levantamentos, inspecção e filmagem aérea de obras”, disse Hermenegildo Sebastião.



Para ultimar as sessões da 1º edição de Jornadas Científicas do MEC-UNIPIAGET, o Coordenador do MEC, Eng. José Paulo Kai falou sobre o uso do BIM nas pontes BrIM, e na ocasião fez referência da utilidade do BrIM nas pontes. “No caso das pontes, plataforma BIM pode servir para o aceleramento de construção de ponte, analizar a sua estrutura, inspecionar, observar a integridade estrutural, construção virtual e gestão de ponte”, mencionou o Engenheiro.

Ao finalizar a apresentação, o Engenheiro José Paulo Kai salientou que o uso adequado da plataforma BIM melhora significativamente o fluxo de informações e evita perdas ou interrupção de obra.



O estudante do quarto ano do Curso de Engenharia em Electromecânica, José Maia, disse que é a primeira vez que participou de uma actividade do género. “Gostei muito dos temas abordados e principalmente do momento que um dos palestrantes frisou que a tecnologia em Angola se utiliza pouco em electromecânica e que precisamos de mais investidores, porque criando softwares facilitaria o nosso trabalho”, afirmou.

Para encerrar o momento que reuniu cerca de 120 pessoas, dentre elas administradores, gestores, investigadores científicos, coordenadores dos diversos cursos de Ciências e Tecnologias, professores e estudantes, a comissão organizadora agradeceu a todos e brindou com certificados de participação aos preletores das jornadas.



Por: Júlio Paulo / Idianete Tavares / Filipa Maquimba.



25 de abril de 2022