servacademicos@unipiaget-angola.org +244 937 895 271
       

PROVAS PÚBLICAS DE APTIDÃO PEDAGÓGICA ENFOCADAS EM TEMAS DE EXCELÊNCIA PARA A COMUNIDADE ACADÉMICA

Início > Notícias > PROVAS PÚBLICAS DE APTIDÃO PEDAGÓGICA ENFOCADAS EM TEMAS DE EXCELÊNCIA PARA A COMUNIDADE ACADÉMICA

AS AULAS CONTRIBUEM SIGNIFICATIVAMENTE PARA A TRANSMISSÃO DE CONHECIMENTO

A Universidade Jean Piaget de Angola deu continuidade às Provas Públicas de Aptidão Pedagógica e Capacidade Científica, essenciais para o provimento da carreira docente no ensino superior.

Na última sexta-feira, dia 19 de janeiro, teve lugar mais uma sessão desta etapa sob olhar atento de um jurado presidido pelo Magnífico Reitor da UniPiaget, Prof. Doutor Samuel Carlos Victorino.

Completaram a mesa, o Chefe do Departamento de Ensino e Investigação e Educação Pré-escolar Ensino Primário do Instituto Superior de Ciências da Educação de Cabinda, Doutor Armando João, e a professora auxiliar com agregação no Departamento de Educação e Psicologia na Universidade de Aveiro, Portugal, e Directora do Curso de Mestrado em Ensino do Português e Língua Estrangeira, Dra. Madalena Dias Teixeira.

Conforme destacado pelo Magnífico Reitor, o propósito da prova pública é atender aos requisitos legais para o enquadramento dos professores na carreira docente. Ele enfatizou: "Estamos em conformidade com o dispositivo legal que estabelece que as universidades privadas, além da prova documental e do grau académico, devem realizar a prova pública para o provimento da carreira docente", clarificou o Reitor.

Adicionalmente, expressou satisfação pela qualidade dos docentes da Universidade, ressaltando que as aulas têm contribuído significativamente para a transmissão de conhecimento.

Por sua vez, a Dra. Madalena Dias Teixeira ressaltou a extrema importância da prova pública, reconhecendo o trabalho desenvolvido pelos professores e a relevância dos temas abordados.

A professora mencionou ainda que, esta é a terceira vez que visita Angola, e actualmente, o seu objectivo é cumprir com o protocolo estabelecido entre a UniPiaget e a Universidade de Aveiro, especificamente no que diz respeito ao Curso de Mestrado em Metodologia de Ensino da Língua Portuguesa no ISCED CABINDA.

Ela enfatizou seu compromisso com a supervisão colaborativa junto ao seu colega pedagógico, o Doutor Armando João, destacando o sucesso do processo de supervisão na Escola Neves e Sousa.

O Chefe do Departamento de Ensino e Investigação e Educação Pré-escolar Ensino Primário do Instituto Superior de Ciências da Educação de Cabinda, Doutor Armando João, elogiou a qualidade da prova pública, afirmando que esta modalidade de avaliação comprova a excelência dos professores do ensino superior no ingresso na carreira docente.

É relevante ressaltar que foram aprovados para a carreira docente os seguintes candidatos: Mestre Francisco Kambali, Coordenador do Curso de Ensino do Português e Línguas Nacionais da UniPiaget, que abordou o tema "A Língua Portuguesa-Língua Interdisciplinar: Prática e Ensino da Língua Portuguesa", Mestre Luciano Carlos Muhongo, docente da Instituição há 14 anos, cuja apresentação focou na "Avaliação das Aprendizagens no Contexto Escolar", Mestre Josefa Conde, docente na cadeira de Literatura, que dissertou sobre "O Nacionalismo - Análise da Obra, A Vida Verdadeira de Domingos Xavier de Luandino Vieira", Mestre Reinaldo João Tomás, professor de Línguas Nacionais, cujo tema foi "A Multifuncionalidade do Morfema (KA-) Prefixado no Léxico das Línguas Angolanas", Professor de Línguas Portuguesa e revisor na Coordenação do Trabalho de Fim de Curso, Estêvão Ludi, que abordou "Migração Textual na Dança Tradicional: Uma Desconstrução dos Conceitos de Sociedades Tradicionais e Modernas".



Por: Joana Martins (estudante de Ciências Comunicação)

23 de janeiro de 2024